quarta-feira, 28 de junho de 2017

CONVITE: Medalha Boticário Ferreira ao Dr. Sulivan Mota

O Presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Salmito Filho, atendendo ao requerimento da vereadora Larissa Gaspar, convida para a Sessão Solene de entrega da Medalha Boticário Ferreira, ao médico e professor Francisco Sulivan Bastos Mota.

Data: 29 de junho de 2017 (quinta-feira), às 19h.
Local: Plenário da Câmara Municipal de Fortaleza, na Rua Thompson Bulcão, 830 / Bairro Patriolino Ribeiro.
Traje: Passeio completo.

terça-feira, 27 de junho de 2017

A UTOPIA DO AMOR

Meraldo Zisman (*)
Médico-Psicoterapeuta
Viva o amor e pouco importa se é uma utopia.
O que a mente imagina torna-se realidade, pois, em um momento pode-se viver uma vida. Um instante de felicidade equivale a anos de vida.
Utopia, nome dado por Thomas Morus (humanista inglês, 1477-1535) a uma ilha imaginária, com um sistema sociopolítico ideal. Amor: forma de interação psicológica ou psicobiológica entre pessoas, seja por afinidade imanente, seja por formalidade social; atração afetiva ou física que, devido a certa afinidade, um ser manifesta por outro; forte afeição por outra pessoa, nascida de laços de consanguinidade ou de relações sociais; atração baseada no desejo sexual; afeição e ternura sentida por amantes. Derivação por extensão de sentido: relação amorosa, aventura amorosa; caso, namoro. (Dicionário Eletrônico Houaiss, 2011).
Meus leitores irão estranhar o fato de eu escrever sobre Utopia (ilusão, fantasia, quimera, sonho) em um texto que pretende falar do Amor. Esclareço. Enquanto a utopia é pura imaginação, o amor acontece. O amor acontece sob o olhar do presente, do diário, do cotidiano e pode tornar-se necessidade para que seja usufruído dentro da plenitude existencial do que é: o lugar comum onde o dia-dia-acontece…
Queiramos ou não, a história caminha rumo à utopia, levando-nos a esquecer, de quando em vez, do término da vida. Como na metafísica de Spinoza (1632-1677) — há a Substância, isto é, o ser absolutamente infinito que tem infinitos atributos. E os sábios, filósofos e até os poetas encontram-se no dilema de Todos os Tempos, a procurar uma maneira de evitar, de sonhar acontecer e poder explanar a realidade de um amor-utópico que acontece em uma sociedade não–utópica, menos perfeita e cada vez mais livre e egoísta.
Portanto, considero o amor entre os amantes uma ilha cercada pelo mesmo oceano que cerca a Utopia. Viável e Navegável e com Pontes, ligando o impossível ao possível. Apesar de crer ser o Mundo do futuro um mundo de tolerância e de aceitação do próximo, fico em dúvida… Sei que as pessoas jamais poderão aceitar incondicionalmente as diferenças. Creio que nascemos portadores de determinados preconceitos e desigualdades, sem com isso defender o fundamentalismo de todos os tipos ou gêneros e muito menos acastelar a passividade que obrigue a uma concordância total.
Assim como um amor utópico é impossível de acontecer e mesmo assim nele embarcamos, sabemos que amantes utópicos são impossíveis de sê-lo. O Amor Utópico, ou a Ilha da Utopia, é uma fantasia que nunca poderá ser concretizada. E isso faz parte do seu conceito: assim que ela se realize, deixa de ser — uma utopia. Não sei o motivo desta procura descomedida pelo amor de outra pessoa, se o amor, para que aconteça, nasce utópico.
Mas, apesar de tudo, escrevo: Ampliar a possibilidade de amar é ampliar os limites do possível, pois o amar será – sempre – um processo em construção. Mas para que se amofinar? Ora, “… o amor acontece na vida. Estavas desprevenida e por acaso eu também”, como cantam os que estão plenos de amor, através da música simples de Dorival Caymmi (1914-2008)?
 Parece que a utopia está mais próxima de nós do que imaginamos e se as coisas são inatingíveis… Ora! Não é motivo para não querê-las… Que tristes os caminhos, se não fora a presença distante das estrelas!” Mario Quintana (1906-1994). O amor vive de recordações, enquanto o ódio, para continuar existindo, necessita da realidade presente.
Viva o amor e pouco importa se é uma utopia. O que a mente imagina torna-se realidade, pois, em um momento pode-se viver uma vida. Um instante de felicidade equivale a anos de vida.
(*) Professor Titular da Pediatria da Universidade de Pernambuco. Psicoterapeuta. Membro da Sobrames/PE, da União Brasileira de Escritores (UBE) e da Academia Brasileira de Escritores Médicos (ABRAMES). Consultante Honorário da Universidade de Oxford (Grã-Bretanha).

segunda-feira, 26 de junho de 2017

TAXA DE CÂMBIO

Por Luiz Gonzaga Fonseca Mota (*)
Taxa de câmbio é o preço da moeda estrangeira (divisa) em termos de moeda nacional, ou seja, a relação existente entre duas moedas. Por exemplo, R$ (real) do Brasil comparado com o US$ (dólar) dos EUA. Pode-se dizer que por trás da demanda de divisas está o fluxo representativo da saída de recursos para o exterior, mediante operações como: importação de bens e serviços, turismo no exterior, pagamentos financeiros, empréstimos concedidos, amortizações de financiamentos, etc. Por outro lado, por trás da oferta de divisas tem-se o fluxo referente à entrada de recursos no país evidenciada por operações como: exportação de bens e serviços, turismo de estrangeiros no país, recebimentos financeiros e empréstimos oriundos do exterior, etc. Os formatos das curvas de procura e oferta de divisas, num modelo de mercado livre, são semelhantes aos esquemas tradicionais da teoria econômica, conforme o sistema cartesiano. A política econômica deve ser observada, detalhadamente, pois poderão ocorrer efeitos colaterais negativos, tais como: inflação, desemprego, aumento da taxa de juros, desajustes fiscais, queda de investimento, etc. Hoje, no Brasil existe uma grande expectativa em torno do câmbio. A taxa (R$/US$) caiu bastante nos últimos dez meses. Passou de aproximadamente 4 para 3, o que no momento foi bom. No entanto, “todo cuidado é pouco”. Os “policy makers” brasileiros devem permanecer atentos às conjunturas econômico-políticas, internacional e nacional, de modo a evitar especulações, desperdícios, bem como o perigoso risco de uma crise cambial, que poderia levar o país da “enfermaria” para a “UTI”.
(*) Economista. Professor aposentado da UFC. Ex-governador do Ceará.
Fonte: Diário do Nordeste, Ideias. 24/2/2017.

domingo, 25 de junho de 2017

NAMORADA VELHA


Fonte: Circulando por e-mail (internet). Fotomontagem sem autoria explícita.

O QUE IRRITA AS MULHERES


Fonte: Circulando por e-mail (internet). Fotomontagem sem autoria explícita.

sábado, 24 de junho de 2017

CONVITE: Celebração Eucarística da SMSL - Junho/2017

A Diretoria da SOCIEDADE MÉDICA SÃO LUCAS (SMSL) convida a todos para participarem da Celebração Eucarística do mês de MAIO/2017, que será realizada HOJE (24/06/2017), às 18h30min, na Igreja de N. Sra. das Graças, do Hospital Geral do Exército, situado na Av. Des. Moreira, 1.500 – Aldeota, Fortaleza-CE.
CONTAMOS COM A PRESENÇA DE TODOS!
MUITO OBRIGADO!

Marcelo Gurgel Carlos da Silva
Da Sociedade Médica São Lucas

IMPOSTO SOBRE SEXO


Chargista: Radicci.
Fonte: Circulando por e-mail (internet).
 

Free Blog Counter
Poker Blog